Contos eróticos e histórias picantes reais

Jogo bissexual: e foi assim que ele deu o rabo

Jogo bissexual: e foi assim que ele deu o rabo

By

Leia o capítulo anterior deste conto erótico:

– Amor, Lucy me mostrou um outro pequeno clip.
– Você já viu?
– Sim, é lindo. Eu quero vê-lo com você.
– Janaina, já é tarde.
– E quem se importa? é sábado. Embora, vamos vê-lo!
Havia três atores, dois meninos e uma menina, linda. Os homens tinham um pau grande e a menina seios grandes e uma bunda gostosa. A menina estava agachada na frente de caralhos dos homens, boquetando um e com a mão masturbando o outro. Em seguida, trocava as operações, chupando o segundo e masturbando o primeiro.
Olha como ela está aproveitando dos dois, como está gostando. Embora amor, vamos nos despir, quero gozar.
Em seguida, um dos rapazes deitou-se, você poderia ver seu pau duro em linha reta e vertical. A menina montou em cima dele e começou a subir e decer com aquele cacete que penetrava sua xoxota.
Em seguida, o outro cara colocou a mão em sua nuca e a fez dobrar, colocou-se atras dela e forçando seu cu a comeu penetrando com força naquela abertura estreita.
Janaina tremia de emoção ao ver aquela cena. Segurava em sua mão a vara do Pedro que estava endurecendo-se.
– Ah amor, deve ser gostoso demais ser penetrada por dois caralhos, sentir os dois dentro de mim ao mesmo tempo.
Depois a cena mudou: a gata estava de quatro na cama e os dois rapazes a fodiam alternando-se, dez golpes por cada.
Janaina estava se masturbando ao ver aquela cena.
Finalmente, um dos caras que estavam fodendo parou e o outro colocou-se atrás dele, abriu suas nádegas e empurrou seu pau na bunda do cara.
Os três se moviam em sincronia, um fodendo a mulher enquanto tomava no cu o pau do outro.
– Isso é bom, amor! Se tivéssemos um cara como ele a gente iria fazê-lo também, certo?
Janaina se masturbava com uma mão e com a outra sodomizava Pedro que estava se masturbando também.
– Vou colocá-lo de volta, espera. Vamos gozar junto com eles enquanto assistimos ao video.

Eles estavam na cama. Janaina segurando a boca sobre o mamilo; mordiscando e fazendo chupetas.
– Foi ótimo esse video, não é? Desperta desejos muitos fortes.
– Bem, sim. Deixa a gente muito animada.
– Qual cena mais te impressionou? A última? A cena do cara enrabado pelo outro homem?
– Você quem gostaria de ser dos dois? Vamos, me diga. Ou você quer que eu diga? Você queria ficar entre a menina eo outro. Embora amor, admite! Só em pensar você fica de pau duro. Mas se é algo que nos dá prazer, por que não tentar? Quem se importa, amor, vamos buscar o que nos dá prazer. Você quer experimentá-lo com um rapaz? ou talvez com um homem? Embora, vamos conversar.
– Janaina, eu nunca…
– …nunca deu? Mas quando você era rapaz você teve alguma relação homossexual, não é?
– Bem, sim… mas eu nunca quis dar o rabo.
– E como é que vocês faziam?
– A gente brincava… com as mãos… com a boca.
– Oh, amor, me fala, você já chupou?
– Bem, sim, nós éramos rapazes.
– E você se lembra da sensação? Você gostava?
– Sim, Janaina, eu gostava. Nós fizemos isso quatro ou cinco vezes.
– E você deixou ele gozar na sua boca?
– Não, eu parava antes.
– Oh, você não sabe o que você perdeu! Olha, é maravilhoso sentir o caralho que esguicha porra na boca. Fala amor, me diz, se pudéssemos fazê-lo, você faria, como no video? Seja honesto, fala a verdade.
– Janaina …. com você ….. sim, eu iria fazê-lo
– Nós vamos fazê-lo, amor: Eu quero ver você feliz ao fazê-lo.

——————————-

Pedro entendeu o que estava mudando nele. Ele vivia em um estado constante de tensão erótica, à espera de alguma coisa que ele sentia, mas ainda não aceitava. Lembrou-se de suas experiências juvenis com o outro rapaz com quem teve uma relação sexual; lembrou-se da sensação de estar na frente de seu companheiro, de joelhos, e esperar que ele empurrasse o pau na boca, a sensação de percebe-lo, duro e quente, de tocá-lo. Lembrou de sua tentativa de convencê-lo a deixar-se sodomizar a que tinha resistido, arrependendo-se mais tarde.
Janaina era uma mulher formidável. Eles se amavam muito, mas no final, ele sentiu que algo estava faltando, algo que ela entendia e tentou dar-lhe. Era para passar por uma experiência que iria mudá-lo, que iria mudar o seu relacionamento com sua esposa, que lhe daria uma outra personalidade sexual; mas era algo que ele tinha começado a desejar mais e mais intensamente.
Ele pensou, imaginou … o companheiro dele, sentir no seu corpo o pau de um cara como aquele do seu companheiro de uma vez, aceitar isso, querer isso. E Janaina estava empurrando-o para tudo isso, evocando as paixões reprimidas de seu desejo profundo. E ele também sabia que ele tinha que deixar que ela pudesse cumprir seus desejos, talvez com ele, com um outro homem que possuísse os dois.

No final da noite sexta-feira.
Pedro estava vendo uns videos no PC.
– O que você está vendo, meu amor? – Janaina perguntou da cozinha.
– Janaina, um video amatorial.
– Eu quero ver que tipo de video você escolheu. Aqueles ousados?
– Bem, sim. Mas você já viu, vimos juntos.
– Você quer dizer “aquele” ….. você realmente gosta, né?
– Bem, os rapazes são lindos …..
– E também é gostoso o que eles fazem. Espere 5 minutos, vamos vê-lo juntos, eu também o amo muito.

Janaina se sentou ao lado dele e perguntou:
– Qual dos dois é que vocês mais gosta?
– Aquele castanho – Pedro respondeu –
– … Aquele que enraba – disse Janaina-… te faz sentir a tentação de fazê-lo como com seu parceiro? Embora, me fala ….. você faria?
– Janaina ….. eu …. me dá vontade de…
– Ele tem um cacete delicioso, tão grande… eu também ficco com tesão… Eu faria também, talvez vamos fazê-lo juntos, você e eu ….
Em seguida, Pedro abriu o segundo video amatorial. Havia dois caras se beijando na boca e se tocando. Um dos dois empurrou a cabeza do outro para fazê-lo agachar e chupar seu pau. O segurava pelos cabelos enquanto ele batia um boquete. Depois se viu o rapaz que estava de pé empurrar a pélvis para a frente e encher de porra a boca do rapaz que estava ajoelhado, que fechou os olhos e engoliu.

– Você nunca engoliu? – Perguntou Janaina.
– Bem …. sim, só uma vez, eu queria tentar.
– É gostoso, meu amor. Você sente a porra que desliza em sua garganta, que está em seu corpo. Amanhã eu vou deixar você fazer.
– Amanhã?
– Amanhã à tarde Lilly manda o cara com quem eles fazem sexo a três. Você está pronto e sem inibições qualquer.
Pedro não falou pela emoção. Janaina entendeu.
– E amore, ele vai foder nós dois. Não fique com ciúmes, se você vê ele que transa comigo. Eu quero os dois, como no video. Combinado?
– Janaina, mas eu nunca fiz … como no video.
– Você nunca deu o cu, você quer dizer. Amanhã vai fazê-lo, ele vai comer teu cu. Você tem que se livrar deste medo, destas inibições. Se você gosta, se você sente este desejo, porque não realizar teu sonho erótico?
Também Mario, o marido da Lily, foi deflorado por este rapaz. No final, o pau dele será apenas um pouco maior do que os meus dedos. Você vai fazê-lo, não é?

————–

– Lilly, falei com ele.
– E qual foi a sua reacção
– Acho que ele estava excitado, ele não disse nada.
– Mas ele entendeu que tem que deixar-se sodomizar? O cu dele é virgem? Ele vai quebrar o cu dele.
– Vai doer?
– Sim, um pouco, mas nã se esqueòa de usar o gel.
– Mas como é o menino?
– Não é bonito, mas tem um pau enorme. Quando ele me penetra eu me sinto alargada, é muito gostoso. Ele vai abri-lo bem direitinho, faz ele enterrar o cacete tudo dentro, e dar estocadas. Deixa ele gozar com o pau do outro dentro dele, mas não faça ele gozar, deixa que seja ele a se masturbar enquanto o outro come o cu dele. O rapaz cobra 300 reais. Talvez depoi nós vamos combinar um encontro para fazer sexo nos quatro e ele tambem, o que você acha? Ele vai chegar as 16h, Mario e eu vamos mais tarde, depois da janta e vamos ficar com vocês.

——————–

– Olha, amor, olha que lindo pau tem esse cara. Vamos, paga nele.
Ela segurou-o na palma da sua mão, puxou a mão de Pedro para deixá-los tocar e quando a mão estava em contato, Pedro o segurou, ele empurrou para trás a pele da cabezinha.
– Ótimo amor, assim, deixa-te levar da sensação da pica dele.
Pedro mexia a mão delicadamente, parecia encantado.
– Agora, beijá-lo, abaixa-te comigo.
Janaina pegou na boca o pau do rapaz, chupava, lambia com grande paixão, fazendo tremer de tesão o rapaz.
Enquanto boquetava o rapaz, pegou a mão do Pedro e a levou até as bolas do rapaz. Aquele contato excitou Pedro fazendo-o tremer.
– Agora, amor, abre a boca.
Janaina empurrou a nuca do marido e o pau molhado da saliva dela entrou na boca do Pedro que, timidamente no início, em seguida, com cada vez mais transporte bateu um boquete apaixonado.
– Manda ele parar agora, é bom demais, vou gozar logo.
– Embora amor, vamos tirar a roupa – disse ela – e você tambem. Quero os dois.
Ela fez deitar Pedro no tapete e empalou-se na vara dele e falou para o rapaz: entra no meu cu, devagar, nós vamos ficar parados e você me fode no rabo.
O rapaz engraxou o pau com o gel e lentamente penetrou nela, mas como o pau entrava nela sua respiração ficava mais rápida e a sua buceta apertava o cacete do Pedro.
Então o menino começou o vai-e-vem, lentamente, ela estava ofegante, respirando com dificuldade, ela estava animada quase ao seu limite. O movimento do pau do garoto fazia mexer o cacete do Pedro dentro dela. Ela estava gozando e pedro sentiu seus humores escorrendo em sua barriga.
Ela gritou: “Mais, mais, não para …. continua” até que explodiu em um orgasmo que a fez vibrar e tremer como se tivesse uma convulsão.
Amor, ele foi maravilhoso, gozei bem gostoso. Ele sabe se controlar, ficar de pau duro sem gozar. Agora é sua vez, ele vai comer teu cuzinho.
Pedro estava de pé, o rapaz fez sentir o seu corpo atrás dele. Ele colocou seu pau entre suas coxas, a cabezinha na porta da bundinha, beliscando seus mamilos. Ele sentiu o friozinho do gel entre as nádegas quando o rapaz esfregou o glande no rabo dele.

Então ela começou a masturbá-lo e disse-lhe:
– dobra-te um pouco, amor, está na hora. – E virou-se para o garoto – agora, empurra, entra nele.
O rapaz empurrou forte com os rins. Pedro sentiu uma forte pressão sobre o ânus.
– Relaxa amor, assim é mais fácil.
O rapaz deu um golpe, o gel fez entrar a glande que dilatou o esfinter do Pedro rasgando o cu dele. Pedro sentiu a dor da dilataçsão e o arder da laceração.
– Ahiaaaaaaaaaaaaaa, Janaina, dói, é muito grande!
– Tudo, amor, você tem que tomar tudo.
O rapaz começou a fodê-lo: puxava o pau tudo para fora e, em seguida, o empurrava no rabo dele com violência.
– Janaina, dói.
– Não, amor, não, espera. Agora está tudo dentro e ele já está te fodendo no cu. Você sente o pau no seu corpo?
A dor tinha deixado cair a ereção do Pedro, Janaina pegou o caralho dele em sua mão, ele começou a masturbá-lo, até que ficou duro novamente.
– Para agora – ela disse ao rapaz. Espera que ele se masturbe e goze. Só fica com tua rola dentro do cu dele, ele deve gozar com teu pau duro dentro do cu. Amor, masturba-te e aperta o cu. Você tem que apertar o cacete del em teu cu enquanto você se masturba e goza.
Pedro começou a se masturbar, o rapaz parou lentamente; pressionado manteve o pau tudo dentro e esperou que ele gozasse, como tinha dito Lucy.
– Você vai gozar, amor? Segure-o com seu rabo bem apertado, ele é seu.
Pedro gozou em um paroxismo de prazer e dor, e, em seguida, o rapaz recomeçou a fodê-lo.
– Você tem que fodê-lo lentamente – disse Janaina – tirá-lo e colocá-lo de volta, cada vez, de modo que cada vez ele vai perceber a dilatação anal, lento, ele vai perceber todo o comprimento e a espessura do seu pênis.
O garoto estava comendo o cu del lentamente, como a Janaina tinha mandado.
– Você quer que ele goze dentro do teu cu, amor?
– Sim, manda ele me foder mais rápido!
O cara não mudou seu ritmo; só que toda vez que ele dava um golpe para empurrar o pau tudo dentro o Pedro dava um pulinho.
É gostoso ser fodido, não é amor?
Em seguida o rapaz deu uma série de golpes furiosos que fizeram reclamar Pedro e finalmente gozou no cu dele.
Pedro ainda sentia dor quando a rola saiu. Ele sentiu a porra saindo pelo seu cu, escorrendo entre as nádegas, nas coxas.

– Como é que você consegue resistir tanto tempo? – Janaina perguntou ao rapaz enquanto lavava o pau dele na pia.
– Viagra. Eu tenho que tomá-lo, caso contrário, eu gozo logo.
– Você possui um pau gostoso, vamos te chamar novamente.

Como é que foi, amor?
– Ah, Janaina, dói, mas eu não me arrependo. Eu percebi que eu queria. E para você?
– Gostoso, mas eu queria mais. Amanhã Lucy e Mario vêm aqui…… vamos fazer sexo com eles, não é?
– Você quer fazer isso?
– Sim, eu quero. Então você pode jogar com Mario e talvez tomá-lo no cu de novo. Vamos, água fria, caso contrário o rabo incha e vai te fazer doer mais quando Mario vai te enrabar.

Leia o próximo capítulo deste conto erótico:

  • Jogo bissexual: uma troca de casais um pouco incomum
Safadinho
Adoro sexo e contar histórias excitantes, escrevo porque gosto e para me relaxar. Acho que a vida é uma só e tem que aproveitar de tudo o que oferece de bom. As gatas são entre as coisas melhores. Se você gostou dos meus contos, deixe um comentário.

    4 Comments

  1. Delicia, minha mulher me ensinou que era bom agasalhar um ckte adorei, foi demais, e até hoje adoro, bjos

    Menino do Rio

    19 de July de 2014

  2. Excelente conto! E olhe que sou um frequentador assiduo de contos eroticos, mas todos são muito fracos.
    Parabén

    FLAVIO CORREIA PILZ

    22 de August de 2018

  3. Se parece um pouco com meu tesão por macho mas minha esposa não está liberal

    Marcos Souza

    11 de May de 2019

  4. Muito bom bem excitante. Gosto do novo é diferente. Vale tudo por prazer

    Nilson

    16 de August de 2019

Post a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Online porn video at mobile phone


"conto erotico gay primeira vez""sexo contos eroticos""relatos eróticos""contos cnn gay""corno coroa""contos eroticos de casal""contos eroticos de sadomasoquismo""sexo anal amarrada""mae e filha contos""contos eróticos animados""novinha amarrada""conto de foda""relatos eroticos""trepada a tres""contos eroticos estrupada""contos eroticos quente""inversao contos""contos eróticos lesbicas""contos eroticos traicao""contos esposa"contoseroticos."contos femdom""contos eróticos incesto pai e filha""contos eroticos hetero""conto erotico troca de casais""contos reais eroticos""conto erotico mae""contos eroticos deliciosos""contos eróticos on line""conto erotico video""transas deliciosas""casada com dotado""casa dis contos eróticos""garotas webcam""contos eroticos de mulheres casadas""conto eróticos""contos lesbicos eroticos""contos bdsm"contospicantes"contos eroticos estrupo""poe no meu cu""comendo amiga da escola""contos eroticos putinha""histórias de sexo anal""contos pornô""contos eriticos""casa dos contos ero""me fode com força""contos eróticos.com.br""contos eroticos grupal""contos eróticos verídicos""contos de sexo explicito""contos excitante""contos eróticos putinha""punheta com dedo no cu""casa dos contos gay""contos sadomasoquistas""contos de sexo selvagem""coroa corno""contos eróticos irmã""contos eroticos veridico""contos eroticos mae""conto erótico traição"cunilingua"site de contos eroticos""contos eroticos com filhas""cintos eroticos""conto erótico mãe""travesti contos""casada com dotado""conto erotico violento""contos eróticos de casadas""contos eroticos mãe e filha""cuzinho virgem""transa picante""contos eroticos esposa""contos eroticos casa""site cornos""casa contos eróticos""cotos eroticos""contos eróticos de casadas""contos gays site""contos erotics""contos eróticos lesbica""conto picante""contos eroticos por categoria""contos eroticos de casais""ler conto erotico""conto erotico de casal"